Não faça com o outro o que você não gostaria que fizessem com você. Não é à toa que essa frase é um clássico conselho. A hipocrisia de exigir algo que você não faz traz muita inconsistência pra dentro de um relacionamento. Peça, mas também faça! Ou, então, evite fazer aquilo que vai chatear o outro. A união de vocês dois precisa ser baseada em igualdade. A mancada que você dá hoje pode ser a mancada com que você sofrerá amanhã.


A correria da vida cotidiana muitas vezes é a grande responsável pelos problemas dos relacionamentos. Allen Wagner, terapeuta conjugal e familiar, aconselha: "Frequentemente, quando o casal começa a construir uma vida a dois, a conexão é difícil. Vocês se desdobram para cuidar da casa, da carreira e, muitas vezes, dos filhos — nesse último caso, há também a escola, as roupas das crianças, as atividades extracurriculares, as festas de aniversário, e muitas outras responsabilidades para ocupar a cabeça dos parceiros. Para completar, você também tenta cuidar da pessoa amada e de si mesmo, e lidar com tantos afazeres exige muita organização. Lembrem-se de sempre encorajar o esforço um do outro e de reservar tempo a dois, fazendo planos, sonhando e se concentrando juntos no futuro." 

Se sentir que não consegue controlar o nervosismo, evite ao máximo estar no mesmo ambiente que ele. Quando estiver perto, não encare e não fique em volta. Tente enxerga-lo como um simples amigo e agir naturalmente para que o plano funcione com eficiência. Lembre-se que todo o sofrimento será recompensado quando você puder abraçá-lo novamente com a certeza de que, dessa vez, nada mais vai dar errado.
Pergunto-me se terei um pingo de amor-próprio porque amo um homem egocêntrico, narcisista, individualista. Características que so se tornaram evidentes depois de casarmos. Não sou perfeita mas, uma boa parte das falhas vem dele sim. Já me humilhei, já quase supliquei para que resolvessemos as coisas mas, passamos a vida a discutir e quase sempre por coisas tão banais. Ele diz que me ama mas, já não consigo sentir esse amor. Sinto-me sozinha nesta relação. Estou desesperada. Tudo o que eu mais queria era ter um casamento “normal”, ser feliz ao lado desta pessoa e senti-lo feliz ao meu lado. Estamos casados nem ha meio ano…
Ela decidiu se afastar de você, não te procurar, nem se quer sorrir pra você. Tomou essa decisão porque não se sentia mais importante pra você. E claro, está sendo difícil, ela está enfrentando uma guerra interna contra si mesma. Mas não pode voltar atrás, não dá pra ficar se iludindo de que isso seria importante pra você, ou mudaria sua vida te fazendo um pouco mais feliz. Ela se afastou e você nem sequer notou, se importou ou à procurou. Com certeza ela tomou à decisão certa, mesmo sendo um pouco difícil, ela vai viver assim. Ela se importou demais; e mesmo que ainda se importa um pouco, isso não é e nunca seré suficiente pra você. Toda a preocupação, todo esforço, toda corrida que ela sempre fez pra te ver, nada, N-A-DA que ela fez bastou pra você. Ela se queria atenção e carinho sem ter que pedir ou implorar. Por isso que agora ela segue em frente com a vida dela. Porque pra ela, você  

Expresse seus sentimentos. Livre-se do hábito de culpar o outro por tudo, o que pode deixá-lo na defensiva. É diferente falar: “Estou muito chateado por não ter visto você na festa ontem” e “Por que você não foi na festa ontem? Onde você se meteu?” Em vez de colocar o foco na outra pessoa, concentre-se em você. Seja dono dos seus sentimentos e expresse-os com honestidade na conversa. Pode parecer mais natural culpar ou acusar o outro, mas mantenha o foco em você e nos seus sentimentos.[9]
Oi meu namorado quis terminar comigo porque falou que não me amava mais só gostava de mim,ele falou que amava outra pessoa,fiquei muito triste não tenho vontade fazer nada nem comer nem trabalhar estou desesperada amo muito ele ele é o amor da minha vida fizemos vários planos juntos falamos até em casamento nosso namoro durou 2 messes não sei como o amor foi se acabar em tão pouco tempo me ajudem por favor

Assuma a responsabilidade. Reconheça sua contribuição para a discussão. Admita que você acusou o parceiro, disse algo ruim ou falou algo antes de saber de toda a situação. Admita se você se fechou emocionalmente, se está sem energia, se está descontando o estresse no outro ou não se importando com ele. Seja responsável pelas suas palavras e ações sem envolver a culpa.[6]
O meu último pé na bunda e que foi o protagonista para eu criar o UNIDAS DA FOSSA, aconteceu justamente porque eu e o meu ex-namorado brigávamos DEMAIS. Quando eu fui fazer um diagnóstico dos motivos das brigas, percebi que não tínhamos a menor compatibilidade amorosa. Que eu tentava mudar ele o tempo inteiro, que discutia por pontos da personalidade dele e que não iam mudar. Eu jamais abriria mão do que para mim é importante em um relacionamento, sei que ele não pode mudar a sua essência como pessoa, logo, jamais daríamos certo e não faria sentido nenhum cogitar voltar. Com isso, consegui seguir em frente e virar a página.

conversa honesta é também um dos passos sobre como corrigir um relacionamento que está quebrado. Depois de refletir sobre o seu relacionamento, é necessário para tanto de você para discutir os problemas em seu relacionamento quebrado. O importante é focalizando os sentimentos que o seu parceiro e você está sofrendo em vez de criticar os erros. Mostrar o seu parceiro que você está disposto a ouvir o seu sentimento sobre o assunto. E você também deve expressar seu sentimento também. Ambos você pode entender um ao outro e evitar repetir esse erro.


Eu mudo o meu jeito, melhoro minhas atitudes. Eu refaço a minha vida, até jogo fora aquela camiseta que você não gosta. Mas diz que volta pra mim. Diz que a gente não acabou assim. Sem mais, nem menos, você simplesmente decidiu partir da minha vida. Mas eu te quero de volta! Eu mudo o que for preciso, abro mão do que não é necessário. Mas volta. Eu posso mudar tudo, menos a saudade de você.
Um bom relacionamento requer que os diferentes fatores como tempo, distância. Obter e manter um bom relacionamento não é fácil para a maioria de nós. Como corrigir um relacionamento que está quebrado parece mais difícil do que você pensa. Como você sabe, qualquer fator pode afetar seu relacionamento. Eles podem ser razões visíveis, tais como falhas de comunicação ou mal-entendido ou causas dos produtos da mente. No entanto, a coisa mais importante que você precisa saber é como consertar um relacionamento que está quebrado.
Digamos que seu parceiro fale que gostaria de jantar em um dos restaurantes favoritos dele, mas você sinta vontade de responder com grosseria porque o orçamento está apertado e esse dinheiro faria falta — em vez de ser grosso, diga: "Gastar com um restaurante me deixaria ansioso porque agora nós não temos dinheiro para nada. Podemos chegar a um meio-termo e fazer um piquenique em algum lugar?".

Fortaleça a confiança. Ela é uma parte fundamental de qualquer relação, e há maneiras de desenvolvê-la aos poucos. Ao suspeitar de que a pessoa está aborrecida, escolha se aproximar dela e não se afastar. Trate-a de um modo gentil, bondoso e compreensivo. Não fique na defensiva e tenha empatia.[14] Essa atitude é muito importante principalmente se você quiser fazer algo e perceber que a pessoa precisa de apoio. Tome a decisão de apoiá-la e deixe as suas necessidades de lado por um tempo.

E agora vem a parte dos agradecimentos: Obrigada, por me ensinar a viver sem você, a viver sem algo que eu achava que era insubstituível, mas se tornou substituível, não porque quis te trocar, mas sim porque fui obrigada a fazer isso, obrigada por me dar a escuridão, e perceber que nela encontrava o meu refúgio. Obrigada por ter me dado de novo a angústia de ter mais uma perda, e perceber que elas são necessárias. Obrigada por escolher me deixar quando era a última coisa que você dizia que ia fazer. Obrigada por ter prometido ficar comigo, e ter ido embora. Obrigada por fazer eu me tornar mais forte, e capaz de enfrentar o mundo.


Está se reconhecendo aí? A verdade é que no fundo, nós somos todos egoístas uns com os outros. A gente ama sim, desde que a pessoa faça isso ou aquilo, seja isso ou aquilo. Tiramos a legitimidade do outro ser o que é e mesmo assim esquecemos que a pessoa que queremos de volta ou que gostamos, é uma idealização da nossa cabeça e uma projeção totalmente nossa.
Assuma a responsabilidade. Reconheça sua contribuição para a discussão. Admita que você acusou o parceiro, disse algo ruim ou falou algo antes de saber de toda a situação. Admita se você se fechou emocionalmente, se está sem energia, se está descontando o estresse no outro ou não se importando com ele. Seja responsável pelas suas palavras e ações sem envolver a culpa.[6]
×